Mostrando postagens com marcador Ice 1 Racing. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Ice 1 Racing. Mostrar todas as postagens

7 de março de 2011

Mais fotos de Kimi em Fuengirola!

No final do mês passado, Kimi esteve em Fuengirola para acompanhar de perto os preparativos da sua equipe para o Mundial de Motocross. A página do Facebook Oficial da Ice One Racing postou mais duas fotos da visita do Iceman:



Foto: Kimi em ação (reparem a roupa é a mesma da segunda foto, ou seja, só pode ser o Kimi!)



Fotos dos garotos em ação:







Veja Também:
Kimi Raikkonen visita sua equipe!

29 de janeiro de 2011

27 de janeiro de 2011

Kimi testará DS3 neste Sábado?


Foto: Loeb a bordo de um DS3



De acordo com o site polonês AutoKlub, Kimi começa a testar com um Citroen DS3 nesse Sábado. Agora é esperar para ver se isso é uma notícia verdadeira ou não.

Citroen: Kimi can do full season

Scan:



Segue a baixo a tradução com apenas o "principal" do artigo:

"Kimi terá 10 ou 12 dias de teste este ano e ainda estamos em discursão sobre os ralis. È possível que ele faça mais, mas isso se estabelecer o dinheito," disse Nogier sobre uma possível espanção no programa de Kimi.

(...)

"Kimi passou por uma época escura," disse Nogier se referindo a morte do pai de Kimi."Mas eu nunca imaginei que ele pararia, ele sempre disse que sua primeira escolha era continuar no rali e seu foco no inverno foi fixar o programa. Ele tem feito isso e está muito motivado para o ano."

(...)

"O que eu posso fazer? Ele tem dinheiro [para 13 rodadas], mas eu não posso pegar do boldo dele," disse Quesnel sobre o boato de que Kimi estaria desapontado, pois ele queria competir em todos os ralis desta temporada.

26 de janeiro de 2011

Entrevista com Olivier Quesnel

Fonte: AutoSport

Qual é o sentimento que predomina no dealbar desta nova época? Está impaciente, sereno ou simplesmente ansioso?

Não é, certamente, a serenidade o sentimento predominante! É verdade que tenho o hábito de estar na Suécia para poder responder a todas as equipas que hoje não param de surgir. Trabalhámos corretamente? Não passámos ao lado de nada importante? Teremos uma ideia mais concreta deste tema logo após as primeiras classificativas, mesmo tendo em conta que o piso sueco é pouco representativo do conjunto de troços do Campeonato do Mundo. Há também que manter a cabeça fria: a Citroën Racing é uma bela máquina vitoriosa e não há razões para que as coisas mudem de um dia para o outro. Tenho uma total confiança no trabalho da equipa, mas vamos ter de esperar pelos primeiros parciais da PE 1 do Rali da Suécia com enorme impaciência!

Pensa vir a ter que gerir uma rivalidade entre o Sébastien Loeb e o Sébastien Ogier?

Na Suécia isso será simples. Os nossos dois pilotos partem com zero pontos nas respetivas contagens. Como sempre aconteceu, a Citroën colocará material rigorosamente idêntico à disposição de ambos. Se um assinar melhores tempos do que o outro será apenas porque foi mais rápido! Não sou do género de colocar pressão, pois neste momento não existe qualquer rivalidade para gerir. Aquilo que lhe posso dizer é que todos pertencemos à mesma família. O título 'Pilotos' é provavelmente mais valorizado e mais mediático, mas o título 'Construtores' tem uma importância considerável para a marca. Os nossos dois pilotos são uns rapazes inteligentes e conscientes dos desafios postos à Citroën.

A Citroën Racing Technologies vai colocar três DS3 WRC à disposição de pilotos privados. Qual é o objetivo?

Tendo em conta a chegada de novos construtores ao WRC, acho que a Citroën tem o dever de participar na dinamização deste Campeonato. Por essa razão, estamos satisfeitos com os acordos estabelecidos com o Petter Solberg, o Kimi Räikkönen e o Peter van Merksteijn. A Citroën Racing não tem como objetivo final o aluguer de automóveis de competição, mas estamos orgulhosos de poder contar com estes pilotos no seio da nossa grande família.

As actividades da Citroën Racing não se limitam ao WRC. O ano de 2010 ficou marcado pelo surgimento do DS3 R3 e do DS3 Racing. Que balanço faz destes lançamentos?

O DS3 R3 dá continuidade a uma longa linha de viaturas de competição destinadas a pilotos privados. Dentro de alguns meses irá impor-se como a nova referência dentro da sua categoria. Em termos comerciais, tal traduz-se por um número de encomendas bastante superior ao que inicialmente esperávamos. Estamos deliciados com o sucesso do DS3 R3, que nos representará nos vários Citroën Racing Trophy que serão organizados por essa Europa fora. O sucesso foi também registado pelo DS3 Racing. A produção prevista de 2000 exemplares está toda comercializada e estamos hoje a considerar o aumento da produção anual.

Quais são as perspetivas nestes dois domínios?

A conceção de veículos de série desportivos é uma nova atividade para a Citroën Racing, mas ela oferece novas perspetivas à marca na exploração de novos mercados. Tendo em conta o sucesso do DS3 Racing, estamos naturalmente a considerar as declinações de outros modelos da gama DS. No que se refere à competição cliente, estamos muito interessados no surgimento de uma potencial regulamentação "FIA R4" que permitirá desenvolver viaturas do tipo R3 com quatro rodas motrizes. Será uma ferramenta formidável na formação de jovens pilotos.

No que se refere à descoberta e formação de jovens esperanças, a operação Rallye Jeunes FFSA é muitas vezes referida como exemplo. A Citroën anuncia hoje uma parceria com a Federação Francesa do Desporto Automóvel para ressuscitar essa operação. Quais são as razões?

Esta associação parece-me perfeitamente natural. Com o Sébastien Loeb e o Sébastien Ogier envolvidos no Campeonato do Mundo de Ralis, a Citroën faz sonhar os jovens franceses, que vibram o ritmo dos seus resultados. Com o programa 'Rallye Jeunes', um conceito desenvolvido pela FFSA, iremos permitir que o sonho seja alcançável, propondo-lhes que façam as suas provas ao volante de um DS3. Para os mais dotados, o caminho continua traçado até final. Acrescente-se que o 'Rallye Jeunes' é uma formidável operação de marketing, pois ela permitirá a milhares de jovens deslocarem-se aos concessionários Citroën e aí descobrirem o universo da nossa marca.

Quer acrescentar alguma coisa no que se refere às modalidades?

As modalidades desportivas são fixadas pela FFSA e, neste contexto, os participantes deverão ter entre 18 e 25 anos. Seis etapas regionais corridas em França irão determinar os melhores pilotos em liça, que se verão depois qualificados para uma final nacional. O lançamento oficial da operação deverá ter lugar no Rali de França, em Outubro de 2011, e os dois vencedores terão como prémio a participação de seis provas do Campeonato de França de ralis.

Wrc.com - Drivers and Teams: Ice 1 Racing

A Ice 1 Racing já está presente na lista de times e pilotos do site o WRC.com.
Confira a tradução (feita por mim) da "apresentação" do time:

http://www.wrc.com/content/drivteam/660/110126_icel.jpg

Fatos Rápidos

Base: Versailles, França
Fundação: 2011
Chefe de Equipe: Benoit Nogier
Carro: Citroen DS3 WRC
Piloto: Kimi Raikkonen

Por que apoiá-los?

*Eles deram um nome legal

*Benoit Nogier é uma figura respeitada na administração de um time

*O piloto Raikkonen permanece como um herói do automobilismo

Sumário da Carreira:

A Citroen Racing reconstruiu as operações do seu WRC Team para 2011, tomando a decisão de descartar a Citroen Junior Team. Apesar de seu sucesso, o objetivo principal era preparar Sebastien Ogier para atacar na Citroen principal - e auxiliar a transição de Kimi Raikkonen da F1 para o Rali - e isso já foi feito.

Mesmo a Citroen Junior Team não existindo mais, haverá um ar de familiaridade muito evidente quando ICE 1 Racing romper o silêncio com Raikkonen e o chefe do time Benoit Nogier.

Raikkonen vai dirigir sozinho com o Citroen DS3 WRC sobre todos os percursos do WRC este ano, com a exceção do México, Itália e Australia*.

ICE 1, que é uma brincadeira com o apelido de Raikkonen "Iceman", será alojada na sede da Citroen Racing em Versailles aos arredores de Paris.

Tão bons quanto Nogier, a ICE 1 receberá muitos serviços dos engenheiros e técnicos da Citroen.

O time tem apoio financeiro de Raikkonen, nativo da Finlândia.

____________________
*Enquanto muitos jornais estão noticiando que Kimi não correrá no México, na Itália e na Argentina, o site WRC.com foi diferente nesse aspecto, e disse que Kimi não correrá no México, na Itália e na Austrália. Em qual devemos acreditar?

25 de janeiro de 2011

Where is Kimi Raikkonen?

A Kriss do fórum F1 Zone publicou a tradução para o inglês de um artigo húngaro bem interessante sobre o Kimi. Segue abaixo o artigo (em inglês). Chamo a atenção para alguns trechos onde fala que o maior erro de Kimi foi ter assinado com a Ferrari e, também, para o meu preferido: "When he wanted to be drunk he got drunk and didn’t care about the opinion of the media." (Quando ele queria ser um bêbado ele era um bêbado sem se preocupar com a opnião da mídia).

Where is Kimi Raikkonen?

We continue our series where we try to form opinion in those questions which divide millions of fans and where the ordinary sports media is helpless.

First we solved the Schumacher mystery then we analyzed the trinity (Senna, Schumacher and Alonso) but the best for last - the interpretation of the Raikkonen factor. Have fun!

Let’s face the fact that Kimi is not going back to Formula1. It seems that he’s found the place where he really feels good and he has no intension to test himself in the championship of lies and intrigue. Let’s say it: the Formula 1 was able to squander the most brilliant talent of the last decade and the only special individuality who was able to expose the human side of the sport in addition doing his job perfectly like a machine. Who is to blame?

It would be very simple to say that Ferrari. Many thought that Kimi was worthy successor of Schumacher in Maranello and with him the Scuderia could continue its success – with the latter definition I could completely identify myself but the first part of sentence raised doubt in me even in the beginning of 2007.

We have to admit that Kimi is not the type of racer who is getting his team behind him with his huge work ethic. He is doing his job, telling what he wants and when he gets it he drives his car fast, damn fast. Motivating his team, building emotional relationships are not of his strengths. Kimi is a really old school racer who doesn’t care a bit about marketing, doesn’t make friends, doesn’t do anything else but going into the factory telling what he wants and then performs. Why? Because the only thing Kimi knows is how to drive the car very fast. And today this is not enough to be a real great racer. We could speculate for a long time whether this new style is good or not but the facts are facts – nowadays it is not enough to drive the car fast, a driver must have a much more complex knowledge to achieve his dream.

Kimi wasn’t capable to measure up to the task which was only partially his fault. Coming from his style and habit he is not a very passionate person and his genius isolated him from his team. He had many arguments with Ron Dennis because the McLaren team couldn’t provide a championship contender technique and Ron (rightfully) demanded consequence and intelligence in Kimi’s racing.

There was something that he misjudged. Kimi’s way of competing is very simple – he wants to win no matter what, and he doesn’t think that in certain situation he should slow down. This kind of attitude brought him the love of ten and hundred thousands of fans but also is to blame for having only one world championship title in his cabinet.

Kimi made a mistake in his carrier when he signed Ferrari, In 2007 the great personalities of the post Schumacher era (Alonso and Kimi) made unbelievably wrong decisions. – practically they swapped teams. It was obvious at his very young age that Alonso belongs to Ferrari and it was hard to imagine Kimi in such a passionate environment. In his first season with the passionate support of Jean Todt pulled together the world title. (how and why I have a special theory) then after the Frenchman’s departure Kimi vanished. Trust is vital for Kimi.

He can not live without trust; he has to feel that that team is there for him, works for him and wants his success – even if he is not willing to do anything else but driving very fast. With Todt’s departure the trust disappeared. In Maranello the chiefs became less talented but Italians and they couldn’t find the way with the Finnish champion. In 2008 Kimi wasn’t losing to Massa because the team put him down but because he wasn’t in the mood to drive for Ferrari. It seemed from many of his expressions. He didn’t feel the confidence, he wasn’t the team’s mascot anymore, they didn’t observe his opinion and that was enough to lose his spirit for a lifetime.

And of course there is a very significant detail that in 2007 Kimi had fulfilled his dream and became a world champion. Everybody who ever won something knows that after the euphoria of winning emptiness comes very quickly. Kimi was fed up with the media hype, he didn’t have a minute without the press. Many questioned the equity of his title, they said that he only won because of the McLaren’s inner battle. Kimi simply lost his spirit – and it is Formula1’s fault: the environment, the rules, the sharks of the media.

Formula1 needs a great talent like Raikkonen in any circumstances – especially in current times. Vettel, Hamilton, Alonso all are exceptional talents but they are from the new era, raised for racing, treat the media and the fans like a machine, they never do anything risky. They are fast, talented but without personality, self-will, the freedom of individuality which could predestinate them to be remembered after 30-40 years as gritty racers.

So it can be seen that Kimi is the last person in Formula1 who loves life, who raced with real emotions, he didn’t like to be controlled, who had separate ideas about life and didn’t approached everything through F1. When he wanted to be drunk he got drunk and didn’t care about the opinion of the media. He never wanted to seem perfect because he never was.

Today, it seems he has found his place – sad for us that he he had to leave F1 for that. Rally is unarguable his environment, personally I feel that he’d changed carriers with Sebastian Loeb.

The precision of the French champion of records would predestinate him for very big results in F1. The coolness of Kimi can be a winner in rally. And yes, the Flying Finnish is very fast there. Only those trees beside the road …..

Loeb e Raikkonen apontados para a Le Mans

Créditos: MaxRally
Tradução: By me, Carol

Sete vezes campeão do WRC, Sebastien Loeb vem sido apontado para retornar ás 24 horas de Le Mans neste ano: um evento que ele já competiu duas vezes, com melhor resultado o segundo lugar em 2006.

(...)

Com a Le Mans 24 Horas acontecendo em 11-12 de Junho este ano, entre os ralis da Argentina e da Grécia, Loeb teria tempo para competir.

O campeão de F1 Kimi Raikkonen - que disputará 10 ralis este ano em um Citroen DS3 – também poderá correr na Le Mans. O patrocinador da Citroen, a Red Bull, vem discutindo sobre a possibilidade dele correr em um Peugeot 908 com as cores da marca de energéticos na Le Mans; com duas estrelas de ralis no arranjo.

Raikkonen apenas perderá o rali do México, Itália e Argentina este ano, embora mais rodadas poderiam chegar se o orçamento assegurar.

24 de janeiro de 2011

Ogier fala sobre relacionamento com Kimi

Quando questionado sobre como será o relacionamento com o companheiro de equipe Sebástien Loeb esse ano, já que agora, como disse o próprio Olivier Quesnel, os dois terão tratamento igual, Ogier lembra seu relacionamento com Kimi...

- Entre nós, não há nenhum problema. Pelo menos será muito melhor que com Kimi Raikkonen, porque no último ano eu nunca troquei uma palavra com ele, revelou Ogier ao site do jornal Le Figaro.

Isso me lembrou um carinha chamado Felipe Massa...

Apenas uma foto...

Quesnel confima: "Kimi Raikkonen assegurou 10 ralis do WRC , mas se tudo correr como previsto..."

Fonte: AutoSport

Kimi Raikkonen vai participar em 10 provas do WRC 2011, aos comandos de um Citroen DS3 WRC. Presente hoje na apresentação da Citroen World Rally Team 2011, em Paris, Olivier Quesnel 'oficializou' tanto o finlandês como Petter Solberg, que deverá participar em todas as provas do calendário. A juntar a estes dois, também o holandês Peter Van Merkstyn vai guiar um DS3 WRC, este último a partir do Rali de Portugal: "Kimi Raikkonen assegurou 10 ralis e se tudo correr dentro do previsto, poderá disputar mais provas.", referiu Quesnel.

Video: Teste do Citroen DS3

Segue abaixo o video do novo teste de Loeb com o Citroen DS3.
Só para lembrar, Kimi também correrá com um DS3 nessa temporada.


DS3WRC_S_LOEB_tests_terre_alméria_janv2011
Enviado por as2a80. - Vídeos de NASCAR, F1, tuning e drift.

Quesnel: "Loeb e Ogier terão tratamento igual no WRC em 2011"

Fonte: AutoSport

Se até aqui ninguém duvidava que, em caso de necessidade, Sébastien Loeb teria a possibilidade de ver os seus colegas de equipa "cederem-lhe passagem", Oivier Quesnel, Diretor da Citroen Racing, já veio a público dizer que para 2011, Sébastien Loeb e Sébastien Ogier serão tratados com absoluta equidade pela sua equipa, pelo menos até que a balança penda claramente para um dos lados:

"Este ano julgo que iremos assistir a uma luta muito interessante entre os dois 'Sebs'. Para nós, Citroën, é importante que esteja claro para os nossos dois pilotos que vão ser tratados com igualdade, e começarão o ano com as mesmas condições. Lá mais para a frente, logo se verá como evolui a temporada, mas acredito que será um ano muito positivo para nós.", referiu.

Para Ogier, esta situação é boa, pois poderá fazer de início o que fez no Rali de Portugal de 2010, quando lhe foi dada carta branca para lutar pela vitória, o que conseguiu, mesmo com o seu chefe de fila a lutar pelo título mundial, este ano, parte do zero e sabe que depende de si o que poderá suceder lá mais para a frente. Quanto a Loeb, já se sabe, pois ele já o revelou publicamente: "Se isso tiver de acontecer, acho que prefiro me reformar.", revelou. As dúvidas começam a ser tiradas no Rali da Suécia, que se realiza entre 10 e 13 de fevereiro.

22 de janeiro de 2011

Kimi Räikkönen vs Jackie Stewart

Image


Kimi Räikkönen, Ferrari, 2009Jackie Stewart, Matra, 1969


Kimi Räikkönen eliminou Sebastian Vettel na primeira rodada e agora está brigando com Jackie Stewart na segunda rodada. Jackie Stewart é um ex-piloto de F1 que competiu de 1965 até 1973. Ele foi três vezes campeão mundial. Votem no Link -> Champion Of Champions

Por enquanto Kimi está perdendo feio! Nosso Iceman está com 36 votos e Jackie com 96.

Atualizado: Kimi está com 96 votos e Jackie com... 341! Vixi! Estamos perdendo feio.

OBS: Para votar é necessário se registrar (gratuitamente) no site.

21 de janeiro de 2011

Entrevista de Kaj Lindstrom para o site YLE

http://www.citroen-wrc.com/uploads/medias/654/Kaj_Lindstr%C3%B6m.png

Kaj Lindstrom, co-piloto de Kimi, disse, em entrevista ao site finlandês YLE, que testará com o carro no fim desse mês. Kaj acha que não será fácil para Kimi, mas ele espera algo melhor que no ano passado. Confira abaixo as palavras de Kaj:

- Com certeza a imprensa provavelmente esperava que [o sucesso de Kimi em seu primeiro ano] fosse mais que uma utopia. Por outro lado, Kimi faria todos os pilotos parecerem ridículos se ele tivesse sobrevivido em seu primeiro ano com ótimos resultados.

- Eu acho que ele adquiriu uma boa experiência. Sabemos que ocorreram erros, mas, no geral, foi um ano de aprendizagem com boas performances.

- Os carros mudaram: estão mais leve e mais pequenos. É a nossa segunda temporada e isso significa que muitos aspectos ainda terão de ser melhorados assim como o nível de habilidade. Eu acredito que o número de erros será menor. Se a condução for limpa, os resultados virão. Vamos encarar um rali de cada vez.

19 de janeiro de 2011

Senhor Kimi Raikkonen... É possível que você volte para a F1?

Depois de dois anos, voltar para a F1 seria possível?
Em entrevista ao site WRC.com, Kimi respondeu:

“Não é impossível, mas, certamente, quanto mais tempo demora, mais difícil será de voltar, ” disse Raikkonen. “Se eu sentir falta da F1 eu voltaria, mas de fato eu não sinto.”

18 de janeiro de 2011

Video: Rali da Alemanha (2010) - Kimi na assistência



Créditos: tmrc74

A alavanca de marcha é a maior mudança dos novos carros WRC

Tradução (Finlandês para Inglês): Googe Tradutor
Tradução (Inglês para Português): euziinha!

Créditos: TS

Citroen tem que continuar a deixar Kimi Raikkonen aprender algo novo, já que os carros WRC estão mudando significativamente.

- A potência está menor, mas o carro está mais leve e tem dimensões mais curtas. A alavanca de mudança de marcha será a maior mudança. O novo carro está mais próximo de um Fiat, no qual Kimi começou a pilotar no Rali, disse o co-piloto de Kaj Lindstrom.

O que pode ser experado de Raikkonen?

- Com certeza, ele praticou no primeiro ano e com certeza será mais fácil na segunda temporada. Mas ainda não será como voar como um pássaro.

- Com duas exceções, todos os ralis são familiares. Na abertura, na Suécia, 83% do percurso é o mesmo que do último ano, calculou Lindström a experiência que tem sido coletada.

17 de janeiro de 2011

Matti Raikkonen foi enterrado



O pai do ex-piloto de F1 Kimi Raikkonen já foi enterrado.

Matti Räikkönen morreu pouco antes do Natal, no dia 22 de Dezembro. Ele morreu aos 56 anos. A triste notícia pegou a família no meio das preparações de Natal.

A benção de Räikkönen aconteceu recentemente e haviam poucos presentes.

O obituário do homem foi publicado no Domingo no Helsingin Sanomat. Kimi ou seus parentes não cometaram sobre o assunto.

Fonte: sleenster - Fórum F1 Zone
Créditos: Iltalehti
Tradução: By me, Carol
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

  © Blogger template Brownium by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP